Brasil
Notícias

BNDES está pronto para expansão de empréstimos durante o governo Lula

Bnamericas Publicado: sexta-feira, 11 novembro, 2022
BNDES está pronto para expansão de empréstimos durante o governo Lula

O BNDES está pronto para aumentar os empréstimos nos próximos anos, mas sem voltar a uma política de juros subsidiados, segundo o atual presidente do credor.

“O banco não opera mais com base em subsídios, não temos mais beneficiários, e sim clientes. O mais importante a se entender é que o BNDES não deve ser medido por empréstimos ou lucros, mas pelo número de empresas e projetos que acaba viabilizando, sendo uma instituição multisserviços”, destacou o presidente do BNDES, Gustavo Montezano, em resposta a um questionamento da BNamericas durante a apresentação de resultados do terceiro trimestre.

Depois de emitir empréstimos no valor de R$ 64,3 bilhões (US$ 11,9 bilhões) em 2021, o BNDES espera encerrar este ano com R$ 90 bilhões, depois R$ 108 bilhões em 2023 e R$ 128 bilhões em 2024.

Essas previsões geraram dúvidas entre alguns economistas, já que Luiz Inácio Lula da Silva se tornará o novo presidente do país em 1º de janeiro.

“Sabemos que, com a eleição de um novo presidente no Brasil, o BNDES também terá uma nova diretoria”, disse à BNamericas Roberto Troster, ex-economista-chefe da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e atual economista da consultoria Troster & Associados.

Montezano, que anunciou que deixará o cargo até o final do ano, afirmou esperar que o novo governo continue com o foco atual do BNDES na estruturação de projetos de concessão para governos estaduais, na concessão de empréstimos a PMEs e no apoio a operações de project finance com outros bancos.

“Já temos uma equipe no BNDES preparada para ajudar o novo governo no processo de transição no banco, e estou aqui para ajudar até a minha saída”, completou.

Lula ainda não nomeou seus ministros nem os executivos que vão assumir o comando de empresas federais como o BNDES.

O economista e ex-presidente do Banco Fator, Gabriel Galípolo, é um dos nomes avaliados por Lula para ser o próximo presidente do BNDES, revelou uma fonte com conhecimento do assunto à BNamericas, sob condição de anonimato.

Nos governos anteriores do Partido dos Trabalhadores (PT) de Lula, o BNDES tinha um forte foco na concessão de empréstimos a grandes empresas com juros subsidiados. Essa política de ajudar as empresas nacionais a se expandir no país e no exterior acabou tendo um impacto negativo sobre as finanças públicas.

A política foi abandonada em meados de 2016, quando Michel Temer assumiu a Presidência, e os analistas agora esperam para ver se o PT vai pressionar o BNDES a ter um papel mais ativo na economia.

“A próxima administração do BNDES precisa focar na estruturação de financiamentos de longo prazo, e não em qualquer modelo que represente o retorno aos empréstimos subsidiados. No Brasil, faltam linhas de financiamento de longo prazo para projetos e o BNDES é realmente o único banco capaz de preencher essa lacuna devido ao seu perfil de risco”, ressaltou Troster.

PROJETOS

Montezano assumiu a presidência do BNDES no início de 2019 e, sob sua liderança, apoiou governos federais e locais na estruturação de diversas concessões e projetos de parcerias público-privadas.

“Nosso trabalho de estruturação de concessões e PPPs na área de infraestrutura resultou em um total de R$ 250 bilhões em capital mobilizado, e nosso portfólio conta hoje com 153 projetos em estruturação com mais de R$ 215 bilhões em capital que serão mobilizados nos próximos anos”, disse Montezano.

RESULTADOS

O BNDES viu seu lucro líquido do terceiro trimestre saltar 76% em relação ao ano anterior, para R$ 9,60 bilhões. Segundo o banco, o aumento foi impulsionado em parte pelos dividendos obtidos como acionista minoritário da petroleira nacional Petrobras.

A instituição emitiu empréstimos no valor de R$ 29,4 bilhões no terceiro trimestre, um aumento de 34,9% no comparativo anual.

Assine a plataforma de inteligência de negócios mais confiável da América Latina. Deixe-nos mostrar nossas soluções para Fornecedores, Empreiteiros, Operadores, Governo, Jurídico, Financeiro e Seguros.

Assine a plataforma de inteligência de negócios mais confiável da América Latina.

Outros projetos

Tenha informações sobre milhares de projetos na América Latina, desde estágio atual até investimentos, empresas relacionadas, contatos importantes e mais.

  • Projeto: Los Ricos
  • Estágio atual: Borrado
  • Atualizado: 4 dias atrás

Outras companhias

Tenha informações sobre milhares de companhias na América Latina, desde projetos, até contatos, acionistas, notícias relacionadas e mais.

  • Companhia: Norte Santandereana de Gas S.A. E.S.P.  (Norgas)
  • * Esta é uma empresa arquivada na base de dados BNamericas. Caso necessite de uma atualização sobre esta empresa e suas operações, consulte-nos. * A Inversiones del Nordeste SA ...
  • Companhia: Inkia Energy SpA  (Inkia Energy Chile)
  • Inkia Energy Chile é uma subsidiária local da empresa peruana Inkia Energy Inc., que desenvolve, adquire e opera projetos de geração e distribuição de eletricidade. A Inkia Ener...
  • Companhia: Ritz Instrument Transformers GmbH  (RITZ)
  • A RITZ é um dos maiores especialistas mundiais no campo de transformadores de instrumentos isolados de resina epóxi de média e baixa tensão, transformadores de alta tensão isola...
  • Companhia: BofA Securities, Inc.  (BofA Securities)
  • BofA Securities, Inc., anteriormente Bank of America Merrill Lynch, é a divisão de negócios bancários e de mercados globais do Bank of America Corp. Foi constituída em 2013 após...
  • Companhia: S&P Global Platts
  • A Platts, subsidiária da S&P Global, é uma empresa que fornece informações sobre o mercado internacional nos setores de petróleo e gás, energia, petroquímica, metais, agricultur...
  • Companhia: Entel Perú S.A.  (Entel Perú)
  • Entel Perú SA fornece soluções de telefonia móvel no Peru desde sua incorporação como Nextel del Perú SA em 1988. Com sede em Lima, a Entel Perú opera como subsidiária da proved...