Colômbia
Press Release

Colômbia: ministra de Minas e Energia informou que queda nas tarifas de energia elétrica no país já atingiu a média nacional de 4,2%

Bnamericas Publicado: quinta-feira, 24 novembro, 2022
Colômbia: ministra de Minas e Energia informou que queda nas tarifas de energia elétrica no país já atingiu a média nacional de 4,2%

O conteúdo deste comunicado foi traduzido usando um software de tradução automática.  


Comunicado do Minenergia

No desenvolvimento do debate de controle político sobre as tarifas de energia elétrica, que ocorreu na Quinta Comissão do Senado nesta terça-feira (22(, a ministra de Minas e Energia, Irene Vélez Torres, relatou uma tendência de queda nas tarifas de serviço de energia elétrica, que refletem uma redução de 4,2% (35 pesos/kWh) em relação ao custo unitário da prestação do serviço de energia elétrica que estava disponível no mês de agosto, ou seja, antes do início do Pacto pela Justiça Tarifária.

Vélez Torres indicou que, graças ao Pacto, não só se deteve o aumento das tarifas, como também caiu para 813 pesos, a média nacional, "oferecendo aos usuários uma redução que historicamente o país não tinha visto desta forma". Ela destacou que em alguns departamentos a redução chegou a 10%, como no caso de Tolima.

A ministra explicou que no mês de agosto, quando entrou o novo governo, a taxa média nacional era de 848 pesos. “Se não fosse o pacto hoje, a taxa seria de 898 pesos na média nacional”, afirmou.

Ela explicou que, por exemplo, uma família de estrato quatro (4) que consome 150 quilowatts-hora por mês, em média, poderia estar pagando 134 mil pesos por mês. Com o pacto pela justiça tarifária, hoje ele paga 121 mil pesos por mês. Ou seja, haveria uma redução na sua mensalidade de 13 mil pesos.

Além disso, Vélez Torres pontuou que este é um claro resultado das medidas regulatórias adotadas no âmbito do Pacto pela Justiça Tarifária e destacou que, dos 29 operadores a nível nacional, 80% (23 operadores) tiveram redução da tarifa de distribuição em outubro.

Ela lembrou ainda que o Ministério de Minas e Energia está fiscalizando exaustivamente o cumprimento desses acordos, levando a uma queda significativa nas tarifas, para o que mantém reuniões periódicas com a XM, com a Comissão de Regulação de Energia e Gás (CREG) e com a Superintendência de Serviços Públicos.

Da mesma forma, a Ministra afirmou que o seu ministério estuda as particularidades de cada região, de forma a estabelecer regras claras com abordagem diferenciada, que permitam encontrar soluções estruturais de longo prazo.

“Estamos trabalhando no desenho de medidas especiais para a região do Caribe que possamos implementar para resolver os problemas associados aos altos pagamentos por perdas de energia que os usuários assumem”, concluiu.

No debate na Quinta Comissão do Senado, os parlamentares apoiaram o esforço que a ministra Irene Vélez vem realizando, à frente do Pacto pela Justiça Tarifária, e reconheceram que é a primeira vez que um governo enfrenta efetivamente o problema do aumento excessivo das tarifas de eletricidade.

Assine a plataforma de inteligência de negócios mais confiável da América Latina. Deixe-nos mostrar nossas soluções para Fornecedores, Empreiteiros, Operadores, Governo, Jurídico, Financeiro e Seguros.

Assine a plataforma de inteligência de negócios mais confiável da América Latina.

Outros projetos em: Energia Elétrica (Colômbia)

Tenha informações cruciais sobre milhares de Energia Elétrica projetos na América Latina: em que etapas estão, capex, empresas relacionadas, contatos e mais.

  • Projeto: Termocol
  • Estágio atual: Borrado
  • Atualizado: 1 mês atrás
  • Projeto: Termosolo 2
  • Estágio atual: Borrado
  • Atualizado: 2 meses atrás

Outras companhias em: Energia Elétrica (Colômbia)

Tenha informações cruciais sobre milhares de Energia Elétrica companhias na América Latina: seus projetos, contatos, acionistas, notícias relacionadas e muito mais.

  • Companhia: Transelca S.A. E.S.P.  (Transelca)
  • A colombiana Transelca, subsidiária da estatal de transmissão e telecomunicações ISA, é a segunda maior empresa de transmissão do país, com 8,81% de participação no Sistema Inte...