Uruguai e Chile
Notícias

De olho no setor de energia elétrica: ranking de renováveis no Chile, projeto de decreto no Uruguai

Bnamericas Publicado: quinta-feira, 24 novembro, 2022

O Chile foi classificado pela Climatescope como o mercado emergente mais atraente para investimentos em transição energética, vencendo países como Índia, China, Colômbia e Brasil.

A nação sul-americana também foi classificada como n. 9 globalmente.

Uma ferramenta de avaliação on-line produzida pela plataforma de pesquisa de investimentos BloombergNEF, o Climatescope considera os fundamentos do mercado – onde o Chile obteve a pontuação mais alta –, oportunidades e experiência.

O país está aposentando sua frota de usinas movidas a carvão e trabalhando para alcançar a neutralidade de carbono até 2050.

***

O serviço de avaliação ambiental do Chile, SEA, aceitou o processamento de dois projetos de energia renovável na região de Antofagasta, envolvendo investimentos de quase US$ 900 milhões, e deu sinal verde para uma usina solar de US$ 480 milhões.

As autoridades começaram o processo de análise do projeto eólico Pampa Fidelia, de 337 MW e US$ 645 milhões da Engie Energía, e do parque Parina Solar, de 248MW e US$ 248 milhões da Statkraft.

Eles também emitiram uma licença ambiental para a Generadora Metropolitana para seu esquema de otimização Sol del Loa, de 640 MW (mais armazenamento em bateria), destinado à região de Tarapacá.

***

O Uruguai está procurando implementar uma mudança de regra que estimularia a competição no mercado do setor de energia.

Funcionários do Ministério da Energia estão se preparando para apresentar um projeto de decreto que abriria as portas para o reconhecimento da capacidade firme das usinas renováveis, informou o jornal local El Observador.

Um objetivo central é reduzir os custos de energia para potenciais investidores, por meio de contratos privados de aquisição.

A estrutura regulatória do Uruguai permite um mercado onde os contratos podem ser firmados entre geradores privados e clientes privados, mas as regras só reconhecem as usinas termelétricas como aquelas capazes de fornecer capacidade firme. Até o momento, contratos regulados foram firmados com a empresa estatal de energia UTE, que detém uma posição dominante no mercado.

“Quando vêm investimentos, como um datacenter ou investimento em hidrogênio verde, onde há grandes requisitos de energia, o que acontece é que as taxas da UTE os empurram para fora do mercado”, disse o ministro da Energia, Omar Paganini, ao jornal, durante uma conferência de imprensa.

Ele pontuou que a eletricidade de baixo custo de usinas renováveis deve ser aproveitada para grandes investimentos e “não refém de tarifas caras”.

O preço da eletricidade industrial de média tensão no Uruguai foi de US$ 123/MWh, acima do Paraguai (US$ 39/MWh), Chile (US$ 101/MWh), Brasil (US$ 110/MWh) e Argentina (US$ 122/MWh), informou a consultoria de energia local SEG Ingeniería em um relatório de outubro.

LEIA TAMBÉM: Como e quando o Uruguai planeja expandir seu parque energético

***

A UTE irá receber ofertas para um contrato de consultoria de usinas até 19 de dezembro.

A UTE está buscando uma parte para fornecer assistência técnica na reforma da usina hidrelétrica de Baygorria.

Localizada na fronteira entre os departamentos de Río Negro e Durazno e empregando três turbinas do tipo Kaplan, Baygorria, de 108 MW, entrou em operação em 1960.

Assine a plataforma de inteligência de negócios mais confiável da América Latina. Deixe-nos mostrar nossas soluções para Fornecedores, Empreiteiros, Operadores, Governo, Jurídico, Financeiro e Seguros.

Assine a plataforma de inteligência de negócios mais confiável da América Latina.

Outros projetos em: Energia Elétrica (Uruguai)

Tenha informações cruciais sobre milhares de Energia Elétrica projetos na América Latina: em que etapas estão, capex, empresas relacionadas, contatos e mais.

Outras companhias em: Energia Elétrica (Uruguai)

Tenha informações cruciais sobre milhares de Energia Elétrica companhias na América Latina: seus projetos, contatos, acionistas, notícias relacionadas e muito mais.