Uruguai
Análise

Destaque: a aposta da Microsoft no Uruguai

Bnamericas Publicado: terça-feira, 14 junho, 2022
Destaque: a aposta da Microsoft no Uruguai

A Microsoft está se esforçando para transformar o Uruguai em um centro fundamental para o desenvolvimento de tecnologias emergentes na América Latina.

A gigante de tecnologia dos EUA, que pisou pela primeira vez no país sul-americano em 1996, escolheu o Uruguai para receber seu primeiro centro de desenvolvimento de IA e IoT da América Latina, um anúncio feito na Câmara de Comércio dos EUA, em Los Angeles, por autoridades uruguaias e pelo presidente da Microsoft na América Latina, Rodrigo Kede, durante a Cúpula das Américas.

O centro será o terceiro da Microsoft fora dos EUA, depois de outras unidades semelhantes instaladas na Alemanha e na China. No entanto, não foram divulgados detalhes dos investimentos nem uma data de lançamento da instalação.

Este anúncio representa uma vitória para o presidente uruguaio Luis Lacalle Pou, que tem falado sobre os planos de transformar o Uruguai em um “hotspot de inovação” para o resto da América Latina.

Ao lado da Costa Rica e do México (sobretudo após o acordo T-MEC), o Uruguai é há muito tempo um mercado de nearshoring na região, onde as multinacionais optam por contratar ou alocar funcionários para oferecer serviços e suporte a clientes baseados em outros mercados.

O Uruguai também é conhecido por ter uma força de trabalho relativamente mais bem treinada do que seus pares na América Latina.

“Estou convencido de que veremos uma explosão de talentos digitais no Uruguai nos próximos anos”, disse o ministro uruguaio da Indústria, Energia e Mineração, Omar Paganini, segundo o Montevideo Portal.

Em 2021, Paganini e a câmara local CUTI anunciaram o Test Uruguay, uma nova política voltada especificamente para atrair investimentos relacionados com tecnologia e estimular o desenvolvimento de talentos no país.

O Test Uruguay foi apresentado junto com o Open Digital Lab, uma iniciativa de testes de protótipos promovida pelo mesmo ministério, a telco estatal Antel, o laboratório tecnológico do Uruguai (LATU), a Agência Nacional de Pesquisa e Inovação (ANII) e a CUTI.

O Uruguai quer que o Open Digital Lab seja um lugar em que as empresas venham testar e validar aplicativos principalmente para IoT, além de construir protótipos de IoT que possam chegar ao mercado depois. Isso é, em grande parte, o que a Microsoft prevê com sua proposta de laboratório de IA e IoT.

Esta também não é a primeira parceria da atual administração uruguaia com a Microsoft.

Em 2020, Lacalle Pou anunciou um programa liderado pelo Instituto Nacional de Emprego e Treinamento Profissional (Inefop) e pela Microsoft Uruguai para oferecer treinamento em habilidades digitais para pessoas com dificuldades em encontrar emprego.

A iniciativa beneficiaria cerca de 10 mil cidadãos considerados desempregados, subempregados ou que atuam no mercado informal.

CORTEJANDO GRANDES EMPRESAS

Durante a Cúpula das Américas, Lacalle Pou também se reuniu com Nick Clegg, chefe de assuntos globais da Meta, controladora do Facebook, e com Sundai Pichar, CEO do Google e sua controladora Alphabet.

Eles discutiram potenciais investimentos – em infraestrutura ou talento – dessas empresas no país.

O Google é um dos parceiros nos cabos submarinos Tannat e Monet. No caso do primeiro, junto com a uruguaia Antel e a Telxius, subsidiária de infraestrutura da Telefónica, e no segundo, com a Antel, a operadora brasileira Algar Telecom e a angolana Angola Cables.

O sistema combinado Tannat/Monet proporciona uma rota de Maldonado, no Uruguai, até a Flórida, nos EUA.

Agora o Google está trabalhando no Firmina, um cabo submarino próprio na América Latina – para uso exclusivo –, que liga a costa leste dos EUA a Las Toninas, na Argentina, com conexões em Praia Grande, no Brasil, e Punta del Este, no Uruguai.

O Firmina deve entrar em operação em 2023.

Em maio do ano passado, foi divulgado que o Google havia comprado uma propriedade de 30 hectares para um projeto de datacenter no parque científico e tecnológico de Pando, em Montevidéu.

Paganini confirmou na época que o governo estava conversando com o Google sobre isso.

Oficialmente, o Google não comenta esses acontecimentos.

Na semana passada, Pichar, do Google, anunciou US$ 1,2 bilhão em investimentos na América Latina ao longo dos próximos cinco anos, mas não mencionou um datacenter no Uruguai.

Fonte da imagem: Presidência do Uruguai

Assine a plataforma de inteligência de negócios mais confiável da América Latina. Deixe-nos mostrar nossas soluções para Fornecedores, Empreiteiros, Operadores, Governo, Jurídico, Financeiro e Seguros.

Assine a plataforma de inteligência de negócios mais confiável da América Latina.

Outros projetos em: TIC

Tenha informações cruciais sobre milhares de TIC projetos na América Latina: em que etapas estão, capex, empresas relacionadas, contatos e mais.

Outras companhias em: TIC

Tenha informações cruciais sobre milhares de TIC companhias na América Latina: seus projetos, contatos, acionistas, notícias relacionadas e muito mais.

  • Companhia: Ufinet Latam S.L.  (Ufinet)
  • A descrição incluída neste perfil foi retirada diretamente de uma fonte oficial e não foi modificada ou editada pelos pesquisadores do BNamericas. No entanto, pode ter sido trad...
  • Companhia: Honeywell Perú, S.A.  (Honeywell Perú)
  • Honeywell Perú SA, a subsidiária local da Honeywell International Inc. dos Estados Unidos, iniciou suas operações no país em 1998. A empresa possui um escritório em Lima que ini...
  • Companhia: Altán Redes S.A.P.I. de C.V.  (Altán Redes)
  • Altán Redes, com sede na Cidade do México, é um consórcio internacional criado em 2016 para desenhar, operar e manter o projeto mexicano de telecomunicações Red Compartida, esta...
  • Companhia: Alignet S.A.C.  (Alignet)
  • A Alignet é uma empresa peruana especializada em soluções de tecnologia e segurança para a indústria de pagamentos e setor de comércio eletrônico. A empresa desenvolveu a soluçã...
  • Companhia: Entel PCS Telecomunicaciones S.A.  (Entel PCS)
  • Entel PCS Telecomunicaciones (Entel PCS), uma subsidiária da empresa chilena de telecomunicações Entel, fornece serviços de comunicações móveis em todo o país. Possui 38% de mar...