Chile
Perguntas e Respostas

As mudanças que o hidrogênio trará para o setor chileno de mineração

Bnamericas Publicado: sexta-feira, 24 junho, 2022
As mudanças que o hidrogênio trará para o setor chileno de mineração

O hidrogênio verde está surgindo como uma opção viável para operações de mineração no Chile.

De acordo com a política nacional de mineração para 2050, o mercado potencial para hidrogênio verde em caminhões de mineração seria de US$ 1,6 bilhão e a demanda pelo combustível representaria 30% desse total.

Agências estatais estão formulando regulamentos para facilitar o uso do inovador combustível no setor de mineração.

O Chile está bem posicionado para apoiar a produção de hidrogênio verde, dada a abundância de recursos solares e eólicos.

Para saber mais sobre os desafios e oportunidades, a BNamericas conversa com Jonathan Castillo, gerente de desenvolvimento da consultoria Quintil Valley, que ofereceu uma série de seminários sobre hidrogênio verde durante a última versão da feira de mineração Exponor.

BNamericas: Quais projetos de hidrogênio verde estão sendo desenvolvidos no setor chileno de mineração?

Castillo: No Chile há dois projetos em andamento. O primeiro é a empilhadeira que a Anglo American está testando na mina de Los Bronces, iniciativa a partir da qual se tornou a primeira mineradora a produzir moléculas verdes de hidrogênio. O outro é o caminhão de mineração Retrofit, que desenvolvemos em conjunto com a Universidade Federico Santa María, ação da qual participou a mineradora estatal Codelco.

Ambos fazem parte das novas incorporações de hidrogênio verde na mineração, que promete avanços importantes para o ecossistema do setor, desde o desenvolvimento de energias mais limpas e sustentáveis até o fortalecimento do Chile como ator estratégico na nova abordagem da mineração verde.

BNamericas: Em qual parte da cadeia de valor da mineração está concentrado o maior investimento em hidrogênio verde e qual é a tendência?

Castillo: O consumo de hidrogênio verde ainda não é grande, mas será no futuro, especialmente porque o Chile tem vantagens competitivas para seu desenvolvimento. Atualmente, principalmente pilotos voltados a eletromobilidade estão sendo desenvolvidos. A indústria de mineração consome muito hidrogênio em processos de fundição e de eletrorrefino. Por isso, dois consórcios internacionais estão em processo de instalação de uma planta de grande porte na região de Antofagasta.

Antofagasta é uma das áreas com maior radiação solar do mundo, o que permitiria produzir o hidrogênio verde mais competitivo do planeta. Isso levará a um importante polo de progresso para o país que, segundo estimativas, envolverá a criação de cerca de 100 mil empregos e US$ 200 bilhões em investimentos nos próximos 20 anos.

Estimativas do Ministério da Energia projetam que o hidrogênio verde contribuirá para uma redução de emissões entre 25% e 27% até 2050.

BNamericas: Que ações o país deve tomar para promover mais hidrogênio verde no setor de mineração?

Castillo: Um aspecto central será a atualização dos regulamentos de mineração para o uso e exploração do recurso. Atualmente, a indústria de mineração no Chile está liderando o uso de hidrogênio, tanto em seus processos quanto em projetos de eletromobilidade. A regulamentação deve ser refinada para que seu uso seja permitido em todas as áreas, não só na indústria de mineração, mas também em outras empresas, startups locais etc.

Portanto, é relevante que o primeiro evento de hidrogênio verde tenha sido realizado na região. Pela primeira vez, um tema relacionado à mineração foi discutido na Exponor, principal feira de mineração do Chile. Isto mostra que o Chile, e especialmente Antofagasta, têm capacidade econômica, técnica e tecnológica para ser um eixo estratégico do hidrogênio verde no mundo.

BNamericas: Quais são os principais escopos dos projetos-piloto de hidrogênio verde?

Castillo: As lacunas se devem principalmente a questões regulatórias. Atualmente, todos os pilotos estão limitados a um local de mineração, o que impede sua escala e massividade para outras indústrias ou aplicações. O regulamento facilitará o uso do hidrogênio como gás ou combustível diário.

Algumas décadas atrás, aconteceu a mesma coisa com a questão do GNL. Hoje temos veículos a gás que começaram como táxis, mas agora as tecnologias permitiram seu uso em veículos particulares.

Temos uma massa de provedores de alto nível, que são chamados a adotar as tecnologias. Vimos isso em um piloto ao converter um caminhão de mineração (Retrofit), que dualizamos com mão de obra e tecnologia local em uma oficina em Antofagasta, e esperamos que se massifique o mais rápido possível. O grande desafio será onde colocaremos as estações de recarga.

Para continuar lendo, inscreva-se na BNamericas para obter todas as informações deste artigo e acesso a notícias e relatórios relacionados.

Assine BNamericas e tenha acesso a milhares de perfis de projetos, contatos-chave e notícias.

Outros projetos em: Óleo e Gás (Chile)

Tenha informações cruciais sobre milhares de Óleo e Gás projetos na América Latina: em que etapas estão, capex, empresas relacionadas, contatos e mais.

Outras companhias em: Óleo e Gás (Chile)

Tenha informações cruciais sobre milhares de Óleo e Gás companhias na América Latina: seus projetos, contatos, acionistas, notícias relacionadas e muito mais.

  • Companhia: XCMG Financial Latam S.A.  (XCMG)
  • A descrição contida neste perfil foi extraída diretamente de uma fonte oficial e não foi editada ou modificada pelos pesquisadores da BNamericas, mas pode ter sido traduzida aut...
  • Companhia: Innovación Energía S.A.  (Inersa)
  • Innovación Energía SA (Inersa) é uma parceria entre Energía Latina SA e Gasco SA estabelecida em 2016 para desenvolver e explorar projetos de geração de eletricidade no Chile. C...
  • Companhia: PRDW Consulting Port and Coastal Engineers
  • PRDW é um grupo internacional de engenharia consultiva especializado exclusivamente em Engenharia Portuária e Costeira, com experiência em projetos públicos e privados. A PRDW o...
  • Companhia: GasAtacama Chile S.A.  (GasAtacama Chile)
  • GasAtacama Chile é uma empresa que se dedica ao transporte de gás natural e à geração de eletricidade. Possui 781 MW de geração de gás na rede SING e mais de 1.160km de gasoduto...
  • Companhia: Gradian SpA  (Gradian)
  • A empresa chilena Gradian presta serviços de levantamento e levantamento topográfico aos setores de mineração, energia, infraestrutura e agricultura, entre outros. Seus serviços...