Peru
Feature

Empresas chinesas no setor de mineração peruano visam o desenvolvimento de cobre, ferro e portos

Bnamericas Publicado: sexta-feira, 20 janeiro, 2023
Empresas chinesas no setor de mineração peruano visam o desenvolvimento de cobre, ferro e portos

As empresas chinesas já consolidaram sua presença no setor de mineração peruano.

Mais de US$ 16 bilhões em capital do gigante asiático foram injetados no desenvolvimento da mineração no Peru desde 2009, ano em que os dois países assinaram um acordo de livre comércio. Por outro lado, a carteira de projetos a serem desenvolvidos liderados por empresas chinesas ultrapassa US$ 10 bilhões.

De acordo com o último relatório do Ministério de Energia e Minas (Minem), entre janeiro e novembro de 2022, empresas chinesas como Las Bambas, Chinalco, Shougang Hierro, Minera Shouxin e Jinzhao Mining investiram US$ 577 milhões em exploração, manutenção, equipamentos e infraestrutura.

O foco das empresas chinesas está – por enquanto – em projetos de cobre e minério de ferro. Além da exploração de jazidas, vêm desenvolvendo obras de infraestrutura portuária para gerar maiores economias de escala.

A BNamericas analisa as operações e marcos das principais mineradoras de origem chinesa.

COBRE

Controlada pela MMG, a Las Bambas é a principal operação chinesa de cobre no Peru. A mina, localizada na região de Apurímac, ficou presa em conflitos que limitaram sua produção ao longo de 2022. Os bloqueios sofridos no segundo trimestre e as interrupções acumuladas desde o final de outubro despencaram sua produção entre janeiro e novembro em 16,4%, para 232.540 t de cobre.

A empresa anunciou recentemente que terá que suspender suas atividades —o bloqueio já dura mais de 15 dias —, uma vez que nenhum insumo pode entrar no campo mineiro por causa dos protestos contra o governo da presidente Dina Boluarte. Isso afetará os números de janeiro.

Las Bambas deve terminar 2022 com produção anual de 250.000 t de cobre. Até agora não há mais informações sobre a futura cava de Chalcobamba, uma jazida bloqueada por uma comunidade na área de Huancuire. A expectativa era chegar a um acordo até o final do ano passado. A mina permitirá que Las Bambas produza até 400 mil t de cobre por ano, o que a posicionaria como a mina com maior produção junto com Antamina.

Por outro lado, a Chinalco – que opera a unidade de mineração Toromocho na região de Junín— vem consolidando sua presença no Peru por meio de uma expansão. As obras, que demandarão um investimento total de US$ 1,355 milhão, estão 67,8% adiantadas e devem ser concluídas ainda este ano.

O governo anunciou recentemente que tentará desbloquear projetos de mineração para reativar a economia, incluindo Toromocho. Aguarda-se a obtenção do alvará de construção junto ao Minem para a segunda fase. A expansão permitirá que a capacidade de processamento da Chinalco aumente de 117.200 t/d para 170 mil t/d. A mina produziu 236 mil t de cobre em 2021.

Atualmente, Las Bambas e Toromocho representam mais de 20% da produção total de cobre do Peru.

FERRO

As empresas chinesas são as únicas que extraem minério de ferro no Peru. A Shougang Hierro, subsidiária do grupo Shougang Co., opera a mina de Marcona, principal depósito de ferro do Peru, na região de Ica. Entre janeiro e novembro de 2022, a produção da mina cresceu apenas 0,7%, para 11,3 milhões de toneladas (Mt). A empresa concentra quase todo o mercado, com 99% de participação em novembro.

A Autoridade Portuária Nacional (APN) concedeu recentemente a Shougang a autorização portuária para a construção do novo cais de San Nicolás. O projeto incluirá um cais de 438 m de comprimento para uso privado e inclui a construção de outro cais especializado para granéis sólidos e líquidos. O investimento estimado é de cerca de US$ 250 milhões e o prazo de execução é de três anos e oito meses.

A mineradora de Shouxin – cujos acionistas são Baiyin Nonferrous Group (51%) e Shougang Hierro (49%) – produziu 153.745 t de minério de ferro entre janeiro e novembro, uma queda de 19% em relação ao mesmo período de 2021. A empresa está expandindo sua capacidade de produção através do projeto Relaves Marcona. A meta é aumentar a capacidade da planta de beneficiamento de 8 Mt para 16 Mt por ano. O investimento total é de US$ 140 milhões, dos quais US$ 114 milhões foram executados até novembro.

EM PORTFÓLIO

A carteira de projetos de capital chinês em fase de exploração e a serem desenvolvidos também é importante. Luis Miguel Incháustegui, diretor independente da Candente Copper e ex-chefe do Minem, disse à BNamericas que existem cerca de US$ 10 bilhões em projetos de empresas chinesas nessa categoria.

Isso inclui iniciativas como o projeto de minério de ferro Pampa de Pongo (Jinzhao Mining) em Arequipa e os projetos de cobre Galeno (Lumina Copper) em Cajamarca, Don Javier (Junefield Group) em Arequipa e Río Blanco (Monterrico Metals) em Piura. “O desenvolvimento dessas iniciativas vai depender da decisão das empresas e se elas chegarem a acordos sociais”, acrescentou o executivo.

A Jinzhao Mining anunciou nos últimos dias que buscará investir cerca de US$ 2,1 bilhões para que Pampa de Pongo comece a operar em 2026, segundo informações do Instituto de Engenheiros de Minas do Peru. Esse valor incluirá não só o comissionamento, mas também a infraestrutura necessária para exportar ferro e outras commodities. Entre janeiro e novembro de 2022, a empresa investiu US$ 24 milhões na exploração mineral.

Tenha acesso à plataforma de inteligência de negócios mais confiável da América Latina com ferramentas pensadas para fornecedores, contratistas, operadores, e para os setores governo, jurídico e financeiro.

Assine a plataforma de inteligência de negócios mais confiável da América Latina.

Outros projetos em: Mineração e Metais (Peru)

Tenha informações cruciais sobre milhares de Mineração e Metais projetos na América Latina: em que etapas estão, capex, empresas relacionadas, contatos e mais.

  • Projeto: malpaso ii
  • Estágio atual: Borrado
  • Atualizado: 5 meses atrás
  • Projeto: mina de marta
  • Estágio atual: Borrado
  • Atualizado: 5 meses atrás
  • Projeto: Miscanthus
  • Estágio atual: Borrado
  • Atualizado: 5 meses atrás
  • Projeto: Paraíso
  • Estágio atual: Borrado
  • Atualizado: 5 meses atrás
  • Projeto: Quimsachata
  • Estágio atual: Borrado
  • Atualizado: 5 meses atrás
  • Projeto: Suyawi
  • Estágio atual: Borrado
  • Atualizado: 5 meses atrás
  • Projeto: Quriurqu
  • Estágio atual: Borrado
  • Atualizado: 2 dias atrás
  • Projeto: San Martín
  • Estágio atual: Borrado
  • Atualizado: 2 dias atrás

Outras companhias em: Mineração e Metais (Peru)

Tenha informações cruciais sobre milhares de Mineração e Metais companhias na América Latina: seus projetos, contatos, acionistas, notícias relacionadas e muito mais.

  • Companhia: Activos Mineros S.A.C.  (AMSAC)
  • A Activos Mineros é uma empresa estatal peruana de direito privado criada em 2006 e que opera no âmbito do Fundo Nacional de Financiamento da Atividade Empresarial do Estado (FO...
  • Companhia: Minera Boroo Misquichilca
  • A Minera Barrick Misquichilca SA (MBM) é uma subsidiária local da Barrick Latam, a unidade de negócios regional da Canadian Barrick Gold Corp. A empresa opera a mina a céu abert...