Brasil
Notícias

Brasil almeja cobertura 5G de quase 60%

Bnamericas Publicado: terça-feira, 22 novembro, 2022
Brasil almeja cobertura 5G de quase 60%

O Brasil espera expandir o 5G standalone para 57,7% da população até 2027, de menos de 1% de cobertura existente hoje, de acordo com o Plano Estratégico 2023-27 da Anatel.

As regras estabelecidas para o leilão do 5G em novembro de 2021 exigem uma série de metas de cobertura gradual, partindo das maiores cidades para localidades menores. O 5G deve estar acessível em todas as localidades até o final de 2029.

Pelo cronograma, todos os municípios com pelo menos 200 mil habitantes terão redes 5G até 31 de julho de 2026, com pelo menos uma antena para cada 15 mil habitantes.

Essa medida inclui os municípios com mais de 100.000 habitantes até julho de 2027, sendo que, até o final desse ano, pelo menos 60% dos municípios com menos de 30.000 habitantes deverão contar com cobertura 5G.

O 5G já está disponível em todas as capitais.

Segundo a Anatel, 6.873 antenas 5G são implantadas em todo o país pela Telefônica, Claro, TIM, Algar e Brisanet, mas apenas 193 para o 5G standalone. Elas foram implantadas pela TIM, Claro e Telefônica nos estados de São Paulo, Goiás e Rio Grande do Sul, além de Brasília.

NOVO PLANO

A Anatel anunciou o novo plano dias depois do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) divulgar a estratégia de transformação digital2022-26 e pouco mais de um mês antes do início do novo governo.

Embora a Anatel tenha um perfil técnico e as regulamentações sejam mantidas quando os governos mudam, ela não tem poderes para definir políticas públicas. Essas diretrizes são elaboradas pelo ministério. A Anatel aplica a regulamentação, fiscaliza a concorrência e faz a intermediação das relações entre empresas e clientes.

O plano da Anatel envolve metas “voltadas para a entrega de valor público à sociedade” e “em consonância com os requisitos legais e as políticas públicas vigentes”.

Os objetivos são promover conectividade universal de qualidade, estimulando uma comunicação dinâmica e sustentável e os mercados de conectividade, promovendo a transformação digital em condições de equilíbrio de mercado e garantindo um excelente desempenho.

OUTROS OBJETIVOS

A meta de conectividade envolve sete objetivos de infraestrutura, um deles relacionado à cobertura 5G.

Pelo plano, a Anatel quer que todos os principais municípios e 50% daqueles com pouco mais de 600 habitantes estejam conectados ao backhaul de fibra ótica.

A velocidade média da banda larga fixa deverá aumentar de 186 Mbps para 1 Gbps.

Outro objetivo refere-se a garantir que pelo menos 87% da velocidade contratada seja entregue, além de dois objetivos relacionados com o nível de satisfação geral dos clientes de telefonia móvel e banda larga fixa.

O plano completo da Anatel pode ser consultado aqui.

DIRECTV

Enquanto isso, o setor privado continua a expansão das redes de banda larga fixa.

Embora o ritmo de expansão da rede por parte dos provedores de serviços de internet tenha diminuído, eles ainda lideram o crescimentonesse mercado, informou a BNamericas.

Entre os novos participantes do mercado, a DirecTV, que opera no Brasil sob a marca Sky, pretende atingir mais de 100 localidades com serviços fixos até o final de 2023. A DirecTV é controlada pelo grupo argentino Werthein.

Atualmente, a banda larga fixa da Sky está presente em 36 municípios, e mais 15 devem ser adicionados este ano, disse o diretor de banda larga da Sky, Rodrigo Fernandes, durante o evento Teletime Tec Redes & Infra, em São Paulo.

A Sky está contando com a rede de fibra neutra da FiBrasil, uma joint venture da Telefônica e do fundo canadense CDPQ, para oferecer serviços de FTTH. Outras redes neutras também estão em estudo no país, como V.tal, I-Systems ou American Tower fiber.

A DirecTV fez o mesmo no Chile, onde recentemente fechou um contrato com a On Net Fibra, rede local neutra da Telefónica com o fundo norte-americano KKR.

A empresa também tem alianças com a Metrotel na Argentina, WIN no Peru e Velonet na Colômbia. A companhia avalia outras oportunidades de fibra na região, disse a diretora da região sul da DirecTV Latin America, Silvana Lettieri, à BNamericas este mês.

Assine a plataforma de inteligência de negócios mais confiável da América Latina. Deixe-nos mostrar nossas soluções para Fornecedores, Empreiteiros, Operadores, Governo, Jurídico, Financeiro e Seguros.

Assine a plataforma de inteligência de negócios mais confiável da América Latina.

Outros projetos em: TIC

Tenha informações cruciais sobre milhares de TIC projetos na América Latina: em que etapas estão, capex, empresas relacionadas, contatos e mais.

Outras companhias em: TIC (Brasil)

Tenha informações cruciais sobre milhares de TIC companhias na América Latina: seus projetos, contatos, acionistas, notícias relacionadas e muito mais.

  • Companhia: Vtex
  • A Vtex, fundada em 1999 no Brasil, fornece às empresas plataformas de comércio em nuvem. Com sede em São Paulo, está presente em 17 países e possui escritórios na América Latina...