Argentina , Colômbia , Costa Rica , México , Chile e Brasil
Notícias

De olho nos financiamentos e investimentos em TIC na América Latina

Bnamericas Publicado: sexta-feira, 27 janeiro, 2023
De olho nos financiamentos e investimentos em TIC na América Latina

A brasileira MK Solutions, fornecedora de software de gestão para provedores de internet, planeja investir R$ 30 milhões (US$ 5,90 milhões) nos próximos dois anos e se expandir na América Latina.

Os primeiros países no esforço de internacionalização ainda estão sendo definidos, disse o CEO Tulio Barbosa à BNamericas. A empresa, que em 2020 foi adquirida pela TBG Investimentos, tem como meta 1 bilhão de reais em receitas anuais até 2025.

O Capex irá, principalmente, para novos produtos e atualização de soluções existentes, expansão da força de trabalho e parcerias com fornecedores, de acordo com Barbosa.

Como parte de sua estratégia de crescimento, a MK inaugurou uma operação em São Paulo e firmou parceria com a Asaas, fintech especializada em contas digitais e automação de processos de gestão financeira para empresas. A ideia é que a tecnologia da Asaas seja integrada aos ERPs e soluções de pagamento da MK.

A MK atende “centenas” de provedores em todo o Brasil que conectam cerca de 15 milhões de pessoas em mais de 4 milhões de residências e empresas, disse o CEO.

***

A fabricante brasileira de aeronaves Embraer está destinando R$ 20 milhões a um fundo de capital de risco para investimentos em startups com soluções para as verticais aeroespacial, agronegócio e carga/logística.

O fundo MSW MultiCorp 2 é administrado pela MSW Capital. É o segundo fundo de risco multicorporativo da MSW, com foco em startups seed e série A, com investimentos de 3 milhões a 15 milhões de reais por projeto.

Ao entrar no fundo, a Embraer, por meio de sua unidade Embraer Ventures, se junta à Moura Baterias e à BB Seguros, braço de seguros do Banco do Brasil, como financiadoras. A MSW MultiCorp estava até agora focada principalmente em iniciativas de seguros e energia.

A Embraer registrou prejuízo líquido ajustado de R$ 93,8 milhões no terceiro trimestre, queda de 47,8% em relação ao ano anterior. A receita líquida somou R$ 4,87 bilhões, queda de 2,8%.

***

 O fundo mexicano de capital de risco DILA Capital fechou seu quarto fundo para investimentos em startups latino-americanas, desta vez com recursos de US$ 115 milhões.

A empresa pretende investir inicialmente entre US$ 1 milhão e US$ 4 milhões em empresas de tecnologia nas rodadas pré-série A e série A, disse o sócio-gerente Alejandro Diez Barroso nas redes sociais.

Até o momento, a DILA investiu em 11 startups, incluindo a tecnologia de saúde Moons e a fintech Kushki, e planeja investir em outras 10 a 15 com o novo fundo nos próximos anos.

Os recursos vieram de investidores existentes, bem como de fundos institucionais norte-americanos e europeus, disse o executivo, sem dar detalhes.

A DILA Capital foi fundada em 2004, embora tenha iniciado com sua atual estrutura de fundos em 2011.

***

A gigante de software alemã SAP inaugurou uma sede corporativa na Cidade do México.

Reaproveitado para o novo cenário de trabalho híbrido, o escritório está focado na colaboração e integração da força de trabalho, disse a empresa. Tem mais de 1.300 m2 e está localizado na Chapultepec One Tower. Detalhes financeiros não foram fornecidos.

Diz-se que a SAP tem até 50 mil clientes no México, seu segundo maior mercado latino-americano depois do Brasil.

O lançamento ocorreu quando a SAP anunciou planos para reduzir sua força de trabalho global em 3 m. A empresa registrou 30,8 bilhões de euros (US$ 33,9 bilhões) em receita líquida do quarto trimestre, um aumento de 11% ano a ano. A receita da nuvem aumentou 33%.

A SAP disse que em 2023 reestruturará seus negócios para se concentrar em áreas estratégicas de crescimento e transformação acelerada da nuvem.

***

A fintech brasileira Juvo recebeu R$ 40 milhões da SRM Ventures, braço de capital de risco do grupo de gestão de ativos SRM Asset.

Os fundos serão usados para empréstimos focados em níveis de renda mais baixos que a Juvo pretende disponibilizar nos próximos meses, disse a fintech em comunicado. A Juvo projeta que sua carteira de empréstimos crescerá 10 vezes este ano.

Nos últimos 18 meses, a Juvo disse que forneceu mais de 400 milhões de reais em microcréditos para recargas de celular e até 2.500 reais em empréstimos pessoais para 11 milhões de brasileiros.

A Juvo é a nona empresa a receber investimento da SRM Ventures. O fundo planeja ter de 20 a 25 instituições sob seu guarda-chuva até o final do primeiro trimestre.

***

A Fundação Times of Hope e o programa educacional da Fundação Zamora Terán abriram um centro comunitário de inovação no Hub EduTech El Faro da Costa Rica.

O centro de cidadania digital tem como objetivo potenciar as oportunidades nas comunidades rurais através da formação de competências digitais e soft skills.

Hub EduTech está localizado em Llanito na província de Guanacaste. Está equipado com portáteis Chromebook, entre outros equipamentos.

A empresa de telecomunicações local Liberty Costa Rica expandiu sua rede fixa de internet na comunidade e “doou” 200 Mbps de conectividade para o hub. A Liberty anunciou nos últimos dias que levantou US$ 450 milhões por meio de um título vinculado à sustentabilidade fornecido pelo BID Invest para FTTH e lançamentos móveis no país.

Em notícias relacionadas, a Oracle anunciou uma parceria com o governo da Costa Rica focada em educação digital que deve beneficiar 3 mil alunos, 164 escolas públicas, 1.300 professores e 250 centros comunitários inteligentes.

***

 A startup chilena focada em RH Zenda foi lançada na Colômbia e está se preparando para chegar ao México em alguns meses.

A empresa fundada em 2021 criou um software hospedado na nuvem Amazon Web Services para automatizar e simplificar os processos de gestão de pessoas nas empresas, integrando inteligência artificial e ferramentas de aprendizado de máquina.

***

A empresa norueguesa de software Visma comprou, por quantia não revelada, a argentina Xubio, fornecedora de ERP em nuvem para pequenas e médias empresas.

Criada em 2015, a Xubio presta serviços a 50 mil empresas, com clientes na Argentina, Colômbia e México.

O Xubio permite o gerenciamento em áreas como faturas eletrônicas, orçamentos, contabilidade e impostos, além da integração com as principais plataformas de comércio eletrônico como MercadoLibre, MercadoPago, TiendaNube, MercadoShops e WooCommerce, disse Visma.

Assine a plataforma de inteligência de negócios mais confiável da América Latina. Deixe-nos mostrar nossas soluções para Fornecedores, Empreiteiros, Operadores, Governo, Jurídico, Financeiro e Seguros.

Assine a plataforma de inteligência de negócios mais confiável da América Latina.

Outros projetos em: TIC

Tenha informações cruciais sobre milhares de TIC projetos na América Latina: em que etapas estão, capex, empresas relacionadas, contatos e mais.

Outras companhias em: TIC (México)

Tenha informações cruciais sobre milhares de TIC companhias na América Latina: seus projetos, contatos, acionistas, notícias relacionadas e muito mais.

  • Companhia: HCL Technologies Mexico S. de R.L.  (HCL Mexico)
  • A descrição incluída neste perfil foi extraída diretamente de uma fonte oficial e não foi modificada ou editada pelos pesquisadores da BNamericas. No entanto, pode ter sido trad...
  • Companhia: Radiomovil Dipsa S.A. de C.V.  (Telcel)
  • A Radiomovil Dipsa SA de CV (Telcel) é uma operadora móvel mexicana que oferece serviços de voz em uma variedade de planos de tarifas, pré-pagos ou pós-pagos. Além disso, a empr...
  • Companhia: AVEVA & Schneider Electric Software
  • AVEVA & Schneider Electric é uma parceria estratégica para a criação de soluções de transformação digital. O software industrial da AVEVA em conjunto com a solução EcoStruxture ...
  • Companhia: Axtel S.A.B. de C.V.  (Axtel)
  • Axtel é uma empresa mexicana sediada em Monterrey que fornece serviços de TI e telecomunicações em todo o país, incluindo telefonia, Internet de banda larga, dados e conectivida...