Brasil , México e Colômbia
Notícias

HostDime está otimista com a demanda pelo novo datacenter da Colômbia

Bnamericas Publicado: quarta-feira, 26 outubro, 2022
HostDime está otimista com a demanda pelo novo datacenter da Colômbia

O grupo de datacenter com sede na Flórida HostDime está otimista com a demanda pelo uso de seu datacenter Nebula recém-inaugurado, uma instalação de nível 4 de 6.500 m² localizada em um parque tecnológico próximo à capital colombiana, Bogotá.

O Nebula começou a operar no mês passado, disse Filipe Mendes, CEO da HostDime para o Brasil, à BNamericas, embora uma cerimônia oficial de abertura esteja marcada para 18 de novembro.

Com 6 MW de capacidade projetada, o Nebula teria exigido um investimento de US$ 24 milhões.

Depois de Brasil, Chile e México, a Colômbia é a nova menina dos olhos do setor. A Equinix acaba de anunciar um projeto para um segundo datacenter colombiano, enquanto a brasileira Odata já atua no mercado e outros players anunciaram planos de entrada no país.

Questionado sobre esse cenário competitivo em toda a região, Mendes disse que “há demanda para todos”.

“Temos nossos diferenciais, focamos em nichos um pouco diferentes. E estamos, por exemplo, entre os poucos a ter uma estratégia de ter todos os sites com certificação tier 4.”

A HostDime afirma que o Nebula, localizado na zona franca de Tocancipá, é um dos mais modernos e poderosos datacenters da América Latina.

A instalação de cinco andares foi projetada para suportar mais de 800 racks e possui 6 MW de capacidade de energia. A empresa disse que tem como meta um índice de PUE de 1,4 ou menos.

Os provedores on-net do Nebula incluem Cirion, Ufinet, Claro e C&W.

A HostDime agora opera cinco datacenters em três países da América Latina – Brasil, Colômbia e México. A empresa também possui datacenters nos EUA, Reino Unido, Índia e Taiwan.

Seus principais fornecedores de equipamentos incluem marcas como Cirion (rede), Juniper Networks (roteadores), Cisco (switches), NTT Communications, Supermicro (servidores), Fibernet Direct, entre outros.

“O grupo passou por um processo de reestruturação estratégica global. Nesse processo, priorizamos a Colômbia, os EUA e o México para desenvolver três sites hiperescaladores [um em cada país]. E então devemos retomar a estratégia de datacenter de ponta para as principais regiões metropolitanas, inclusive no Brasil”, disse Mendes.

No México, a empresa comprou um terreno para um segundo datacenter em Guadalajara. O grupo já opera um datacenter de nível 3 na cidade. A HostDime agora está conversando com diferentes empreiteiras e fornecedores, além de negociar o fornecimento de energia para o projeto antes de iniciar a construção, disse o executivo.

O site mexicano deve entrar no ar em 2025.

BRASIL

Olhando para o futuro, a empresa planeja ter dois novos datacenters no Nordeste do Brasil: um em Recife, em Pernambuco, e outro em Salvador, na Bahia.

Enquanto isso, a HostDime está avançando no retrofit e atualizações de todos os seus sites existentes para atender aos níveis de exigência da certificação tier 4, já tendo assinado um contrato com o Uptime Institute para esses trabalhos, disse o COO e CTO Lucas Montarroios à BNamericas.

No Brasil, a empresa concluiu este mês a construção de uma usina solar fotovoltaica de geração distribuída para fornecer energia ao seu local de borda em João Pessoa, na Paraíba. A planta está prevista para entrar em operação em novembro.

Localizado na cidade de Pilar na Paraíba, o parque solar está em uma área de 12 mil m2, com mais de 2 mil módulos fotovoltaicos. A expectativa é gerar uma média de 122,5 mil kWh por mês, equivalente ao consumo de mais de 800 residências.

O site da HostDime em João Pessoa tem atualmente uma taxa de ocupação de 40%, segundo Mendes. O grupo geralmente inicia a expansão ou construção de um site adicional quando a taxa de ocupação chega a 75%, disse o CEO brasileiro.

Os projetos da planta e do datacenter de João Pessoa (elétricos) foram realizados por uma empresa de engenharia industrial de Campina Grande.

A usina solar fornecerá 20% a mais do que a energia necessária para abastecer o datacenter. Toda essa energia será injetada na rede da distribuidora local (Energisa Paraíbas), gerando descontos nas contas mensais da HostDime.

“Esse excedente [de energia solar] foi uma estratégia. Até mais ou menos o primeiro semestre de 2023, as empresas podem contar com certos incentivos fiscais para geração distribuída”, disse Montarroios, referindo-se às mudanças nos incentivos à geração no Brasil.

“Por causa disso, é muito difícil conseguir painéis solares no mercado no momento. Esses 120% [da oferta total] garantem-nos algum conforto e redundância”, acrescentou Montarroios.

 

Assine a plataforma de inteligência de negócios mais confiável da América Latina. Deixe-nos mostrar nossas soluções para Fornecedores, Empreiteiros, Operadores, Governo, Jurídico, Financeiro e Seguros.

Assine a plataforma de inteligência de negócios mais confiável da América Latina.

Outros projetos em: TIC

Tenha informações cruciais sobre milhares de TIC projetos na América Latina: em que etapas estão, capex, empresas relacionadas, contatos e mais.

Outras companhias em: TIC (Colômbia)

Tenha informações cruciais sobre milhares de TIC companhias na América Latina: seus projetos, contatos, acionistas, notícias relacionadas e muito mais.

  • Companhia: Autoridad Nacional de Televisión  (ANTV)
  • A autoridade nacional de televisão da Colômbia (ANTV) é responsável desde 2012 por fornecer as ferramentas para implementar planos e programas que garantam o acesso, o pluralism...
  • Companhia: Honeywell Colombia, S.A.  (Honeywell Colombia)
  • Honeywell Colombia SA é uma das filiais sul-americanas da Honeywell International Inc sediada nos Estados Unidos. Ela iniciou suas operações há 10 anos e fornece suporte para a ...