Chile
Press Release

Lançado novo fundo de água no Chile

Bnamericas Publicado: terça-feira, 25 janeiro, 2022
Lançado novo fundo de água no Chile

Por Governo Regional de Biobío

O conteúdo deste comunicado foi traduzido usando um software de tradução automática. 

Com as águas, cisnes e a floresta que cercam a Laguna Grande de San Pedro de la Paz como um grande cenário natural, o governador regional, Rodrigo Díaz, lançou o Fundo de Água da Bacia do Rio Biobío, uma entidade que permitirá projetar mecanismos de governança e financiamento para contribuir com a segurança hídrica e a gestão sustentável, por meio de um modelo de gestão.

Esta é uma iniciativa, a segunda no país e a vigésima sétima na América Latina, que, entre seus objetivos, buscará reunir evidências científicas e amplo conhecimento sobre recursos hídricos para desenvolver uma visão comum e de longo prazo, a ser compartilhada entre cada um dos setores que dela participam. Sua primeira sessão estava marcada para meados de março.

Precisamente, Claudia Papic, gerente da primeira entidade criada no Chile, o Fundo de Água Maipo-Santiago, deu as principais diretrizes. “O que faz, não só pela vontade, mas pelo empenho das organizações que representam as indústrias em particular, os cidadãos, a sociedade civil e também os órgãos públicos, é chegar a acordo sobre os objetivos em que vamos trabalhar. Há interesses extremamente diversos em uma bacia, muitas vezes até conflitantes, mas quando o objetivo é ter água de qualidade e quantidade suficiente para todos os usos, pode-se trabalhar em conjunto”, disse.

Sobre a oportunidade de lançar a entidade, acrescentou que “chega numa altura muito boa, onde já não podemos continuar a desenvolver apenas estudos ou planos, mas temos de agir e com celeridade. A melhor forma de o fazer, precisamente, é convocando todos os atores, interesses, capacidades e financiamentos para desenvolver ações urgentes para fazê-los hoje, não amanhã”, sublinhou.

Enquanto isso, a professora da Universidade de Concepción e pesquisadora do Centro Eula – Chile, Alejandra Stehr, explicou a relevância que a iniciativa terá para os habitantes da região. “Vamos conseguir trabalhar de forma ordenada nesse conceito de segurança hídrica. É um desejo que temos dentro da academia em relação à bacia, para que avancemos em uma gestão integral para que possamos sentar com todos para trabalhar por um bem maior. Nesse sentido, temos atividades hidrelétricas, industriais, agrícolas, florestais, além de estações de tratamento, tomadas de água, então há muitos usos que entram em conflito”, comentou.

“Temos – acrescentou – outra situação que é muito importante diferenciar no que diz respeito à conta Maipo, devido à presença de todos os nossos povos originários, na parte alta da bacia, que também têm de ser integrados neste trabalho. O que devemos fazer é diminuir o conflito e garantir que todos trabalhemos juntos, apesar de nossas próprias motivações, e ver como unimos vontades”, comentou.

Por sua vez, Claudia Toledo, chefe da área de Planejamento e Desenvolvimento Regional, destacou a liderança que a região está exercendo. “Estamos cuidando do problema, de como integramos todos esses interesses e os compatibilizamos nesta mesa, tanto de cidadãos, organizações ambientais, empresas quanto das diferentes atividades que surgem no território baseado na bacia do Biobío”, ele disse. .

Acrescentou que “isso serve de base para os instrumentos que estamos gerando, como a Estratégia de Desenvolvimento Regional, onde estamos justamente incorporando que a crise climática e hídrica são parte das condições que nos levaram a revisá-la, bem como entregar as diretrizes para o futuro Plano de Ordenamento Territorial Regional (PROT), compatibilizando os diferentes usos e como lidamos com problemas e conflitos”, anunciou.

Assine a plataforma de inteligência de negócios mais confiável da América Latina. Deixe-nos mostrar nossas soluções para Fornecedores, Empreiteiros, Operadores, Governo, Jurídico, Financeiro e Seguros.

Assine a plataforma de inteligência de negócios mais confiável da América Latina.

Outros projetos em: Água e Resíduos (Chile)

Tenha informações cruciais sobre milhares de Água e Resíduos projetos na América Latina: em que etapas estão, capex, empresas relacionadas, contatos e mais.

Outras companhias em: Água e Resíduos (Chile)

Tenha informações cruciais sobre milhares de Água e Resíduos companhias na América Latina: seus projetos, contatos, acionistas, notícias relacionadas e muito mais.

  • Companhia: Peña Spoerer y Cia. S.A.  (PESCO S.A.)
  • A descrição contida neste perfil foi extraída diretamente de uma fonte oficial e não foi editada ou modificada pelos pesquisadores da BNamericas, mas pode ter sido traduzida aut...
  • Companhia: PRDW Consulting Port and Coastal Engineers
  • PRDW é um grupo internacional de engenharia consultiva especializado exclusivamente em Engenharia Portuária e Costeira, com experiência em projetos públicos e privados. A PRDW o...
  • Companhia: CONFINOR S.A.  (CONFINOR)
  • A descrição contida neste perfil foi extraída diretamente de uma fonte oficial e não foi editada ou modificada pelos pesquisadores da BNamericas, mas pode ter sido traduzida aut...
  • Companhia: Soluciones Ecológicas del Norte S.A.  (SOLENOR)
  • A descrição contida neste perfil foi extraída diretamente de uma fonte oficial e não foi editada ou modificada pelos pesquisadores da BNamericas, mas pode ter sido traduzida aut...
  • Companhia: AGRU Chile
  • A AGRU Chile é a subsidiária chilena da AGRU, empresa austríaca com mais de 70 anos na engenharia e fabricação de termoplásticos e geossintéticos.
  • Companhia: Servimar Limitada  (Servimar)
  • A descrição contida neste perfil foi extraída diretamente de uma fonte oficial e não foi editada ou modificada pelos pesquisadores da BNamericas, mas pode ter sido traduzida aut...
  • Companhia: Techint Chile S.A.  (Techint Chile)
  • Techint Chile SA é a subsidiária local da Techint Engenharia e Construção SA, controlada em última instância pelo grupo ítalo-argentino Techint. Ela projeta e constrói instalaçõ...