Estados Unidos e México
Notícias

BDAN busca novos projetos sustentáveis

Bnamericas Publicado: quinta-feira, 10 fevereiro, 2022
BDAN busca novos projetos sustentáveis

O Banco de Desenvolvimento da América do Norte (BDAN) está focado no financiamento de projetos sustentáveis em ambos os lados da fronteira EUA-México e busca ampliar a variedade de iniciativas.

O BDAN, cujos investimentos recentes incluem melhorias em uma estação de tratamento de águas residuais na cidade de Patagonia, no Arizona, e a expansão de um sistema de coleta de águas residuais em Camargo, no estado mexicano de Chihuahua, tem um orçamento anual de US$ 180 milhões.

“Um dos motivos da nossa criação é fiscalizar esses projetos de água e resíduos, é uma necessidade na fronteira, não é a única, mas é permanente. Além disso, as cidades próximas à fronteira estão recebendo mais migrantes do que a média nacional, então há uma pressão adicional para fornecer esses serviços”, disse à BNamericas Calixto Mateos-Hanel, diretor-geral do BDAN, acrescentando que a entidade também participa da construção de parques solares e de obras de pavimentação.

No entanto, o BDAN agora busca de projetos como produção de materiais verdes, painéis solares, produção de pás para turbinas eólicas, produção de autopeças para veículos elétricos e fabricação sustentável de bens, com menor consumo de energia e água. A construção de parques industriais sustentáveis também está na lista, além de projetos para agilizar as travessias em pontos de fronteira, armazenamento de energia, plantas de refrigeração e construção de hospitais de maneira mais sustentável.

“Essa é a nossa aposta no momento porque é assim que acreditamos que podemos promover o desenvolvimento da região e contribuir para a redução dos efeitos e a desaceleração das mudanças climáticas para atingir os objetivos que foram traçados”, afirmou Mateos-Hanel.

Para obter um empréstimo, os projetos devem estar em uma faixa de 100 km ao norte da fronteira a 300 km ao sul. Apesar da disparidade, cada país tem metade do poder de decisão para ofertar créditos.

“Os EUA e o México são donos com participações iguais no banco, que recebe recursos e toma as decisões em uma base 50/50. Quando temos um certo capital, concedemos os empréstimos, com uma determinada taxa de juros. Com isso, conseguimos os recursos para operar e reter alguma receita”, explicou Mateos-Hanel. “Desde que haja receita, podemos oferecer fundos não reembolsáveis a esses projetos por meio de assistência técnica ou distribuir fundos para ajudar as comunidades.”

O banco “está procurando projetos em todas as cidades da fronteira e pode trabalhar com os setores público e privado para promover um crescimento mais sustentável na região”, acrescentou.

Assine a plataforma de inteligência de negócios mais confiável da América Latina. Deixe-nos mostrar nossas soluções para Fornecedores, Empreiteiros, Operadores, Governo, Jurídico, Financeiro e Seguros.

Assine a plataforma de inteligência de negócios mais confiável da América Latina.

Outros projetos em: Infraestrutura

Tenha informações cruciais sobre milhares de Infraestrutura projetos na América Latina: em que etapas estão, capex, empresas relacionadas, contatos e mais.

Outras companhias em: Infraestrutura (Estados Unidos)

Tenha informações cruciais sobre milhares de Infraestrutura companhias na América Latina: seus projetos, contatos, acionistas, notícias relacionadas e muito mais.

  • Companhia: Kiewit Corporation  (Kiewit)
  • A American Kiewit Corporation (Kiewit) é uma empresa que oferece serviços de construção e engenharia. A Kiewit oferece serviços de engenharia, aquisição, fundação e desenvolvime...