Argentina
Notícias

Oldelval aumenta o tamanho da expansão do oleoduto argentino

Bnamericas Publicado: sexta-feira, 02 dezembro, 2022

A operadora de oleodutos argentina Oldelval aumentará a capacidade de um importante duto de petróleo mais do que o planejado originalmente, em meio à forte demanda de players upstream interessados em elevar a produção.

Funcionários concordaram em adicionar 50 mil m³/d de nova capacidade, acima dos 36 mil m³/d anunciados anteriormente, confirmou Oldelval à BNamericas.

As obras de expansão – já em andamento – visam amenizar um gargalo de despacho entre a bacia de Neuquén e as instalações de exportação em Puerto Rosales, província de Buenos Aires.

Os produtores da bacia estão visando o mercado de exportação e têm aumentado a produção, sobrecarregando o duto de capacidade nominal de 36 mil m³/d existente, que está operando em torno de 43 mil m³/d, em parte por meio do uso de polímeros para aumentar a compressão.

Após a conclusão do trabalho de expansão, a capacidade nominal deve ser de 86 mil m³/d.

Os 14 mil m³/d adicionais de capacidade serão atribuídos às empresas que licitarem parte da capacidade original de 36 mil m³/d, com exceção da Chevron e da CHNC, uma unidade focada no xisto de Vaca Muerta ligada à empresa petrolífera nacional YPF e Chevron. Além disso, a Chevron reduziu em 4 mil m³/d sua capacidade concedida, um valor que será dividido pro rata entre os outros licitantes.

Os licitantes receberam 50% dos volumes ofertados. Para pagar os 14 mil m³/d adicionais, a Oldelval usará o mesmo modelo de financiamento designado para o projeto original de 36 mil m³/d: procede da venda de capacidade (80%) e da emissão de obrigações (20%). Os contratos devem ser assinados no final do mês.

A produção geral de petróleo da Argentina foi de 95.800 m³/d em setembro, alta de 1,7% no mês e 12,9% no ano, de acordo com dados do relatório do grupo de estudos de energia General Mosconi. A produção de óleo não convencional foi em média de 42 mil m³/d, um aumento de 46,7% em relação ao ano anterior.

Quase todo o shale oil e o tight oil do país são produzidos na bacia de Neuquén. A produção geral de óleo da bacia foi de 58.100 m³/d, um aumento de 26,6% em relação ao ano anterior.

O investimento em oleodutos e armazenamento, com os altos preços no mercado internacional, está aguçando o apetite das empresas upstream. As perspectivas de produção de hidrocarbonetos da Argentina estão principalmente ligadas ao desenvolvimento de infraestrutura acima do solo para processar e despachar a produção.

A maior província do país em produção, Neuquén, disse que as exportações totalizaram 2,6 MMb (milhões de barris), ou 30% de sua produção, em setembro.

Assine a plataforma de inteligência de negócios mais confiável da América Latina. Deixe-nos mostrar nossas soluções para Fornecedores, Empreiteiros, Operadores, Governo, Jurídico, Financeiro e Seguros.

Assine a plataforma de inteligência de negócios mais confiável da América Latina.

Outros projetos em: Óleo e Gás (Argentina)

Tenha informações cruciais sobre milhares de Óleo e Gás projetos na América Latina: em que etapas estão, capex, empresas relacionadas, contatos e mais.

Outras companhias em: Óleo e Gás (Argentina)

Tenha informações cruciais sobre milhares de Óleo e Gás companhias na América Latina: seus projetos, contatos, acionistas, notícias relacionadas e muito mais.