México
Notícias

Presidente mexicano classifica como ‘exagero’ reportagem sobre custos da refinaria Olmeca

Bnamericas Publicado: sábado, 25 junho, 2022
Presidente mexicano classifica como ‘exagero’ reportagem sobre custos da refinaria Olmeca

O presidente mexicano Andrés Manuel López Obrador (AMLO) disse que os custos excedentes na refinaria Olmeca, que será inaugurada em breve, ficariam entre 20% e 30% dos valores originais, com o preço final chegando a US$ 12 bilhões, no máximo.

As declarações, feitas em uma entrevista coletiva na sexta-feira (24), foram em resposta a um relatório da Bloomberg divulgado na quarta-feira (22), alegando que os custos podem chegar a US$ 18 bilhões, citando fontes anônimas “próximas ao assunto”. “É um exagero”, afirmou AMLO.

Questionado sobre até que ponto os custos ultrapassaram, ele disse: “Cerca de 20%, 30%, ou seja, vai sair para […] cerca de 11 ou 12 [bilhões de dólares], incluindo o IVA”.

Em construção desde 2019 perto do porto de Dos Bocas, em Tabasco – estado natal de AMLO –, Olmeca é a peça central de seu esforço para reforçar o refino na petrolífera estatal Pemex e acabar com as importações de combustíveis.

Uma Olmeca totalmente operacional, com capacidade esperada de processamento de petróleo bruto de 340 mil b/d, será essencial para os planos do presidente de que a estatal atinja 2 MMb/d (milhões de barris por dia) de capacidade de refino até o momento em que ele deixar o cargo, em outubro de 2024.

AMLO declarou que a cerimônia inaugural da planta será realizada em 1º de julho, apesar das declarações anteriores de que o evento ocorrerá em 2 de julho. Ele acrescentou que este é “um estágio inicial” e que os testes podem continuar em 2023.

O custo estimado da refinaria aumentou constantemente em relação à estimativa inicial de US$ 8 bilhões, em 2019.

Ao apresentar a estimativa de US$ 11 a 12 bilhões, AMLO parece ter aplicado o aumento de 20 a 30% ao valor de US$ 8,9 bilhões anunciado pela Pemex em outubro de 2020.

Relatos da mídia começaram a surgir em março e abril de que os custos estavam subindo vertiginosamente, alimentados pela corrida para a conclusão do lançamento em julho e pela nova pressão inflacionária trazida pela guerra na Ucrânia.

Questionado se o custo da refinaria foi impactado pelos preços mais altos das matérias-primas com a guerra, ele disse: “Sim, houve um aumento, mas não para 18 bilhões”.

A inflação ainda está subindo no México. O índice de preços ao consumidor de meados de junho subiu para 7,88% ano a ano, contra 7,65% em maio – o nível mais alto desde janeiro de 2001.

E, com os preços dos materiais de construção em alta, parece que a Pemex está contratando empreiteiras adicionais para manter o cronograma para o lançamento.

A reportagem da Bloomberg citou uma fonte dizendo que o número de contratos da Pemex relacionados ao projeto aumentou de cerca de 100 para 270, nos últimos seis meses.

NÃO HAVERÁ ATRASOS

AMLO também negou relatos da mídia sugerindo que a usina não estaria totalmente operacional no próximo ano.

Esses relatos começaram a surgir em março, quando o jornal local El Universal obteve um kit informativo da Secretaria da Energia (Sener) enviado a empresas contratadas para realizar obras complementares na refinaria.

Nele está sugerido que Olmeca não estaria operando a 80% de sua capacidade nominal – de 340 mil b/d – até 2026. O jornal também citou um estudo da consultoria mexicana de construção Scala que argumenta que, “com base no que a Sener relata, a refinaria de Tabasco está projetada para receber 24 mil b/d de petróleo para produção em 2023, atingindo 267 mil b/d em 2025 e chegando em 2026 a 340 mil b/d.”

Assine a plataforma de inteligência de negócios mais confiável da América Latina. Deixe-nos mostrar nossas soluções para Fornecedores, Empreiteiros, Operadores, Governo, Jurídico, Financeiro e Seguros.

Assine a plataforma de inteligência de negócios mais confiável da América Latina.

Outros projetos

Tenha informações sobre milhares de projetos na América Latina, desde estágio atual até investimentos, empresas relacionadas, contatos importantes e mais.

  • Projeto: Bloco SSJN-7
  • Estágio atual: Borrado
  • Atualizado: 2 dias atrás

Outras companhias

Tenha informações sobre milhares de companhias na América Latina, desde projetos, até contatos, acionistas, notícias relacionadas e mais.

  • Companhia: Madalena Energy Argentina
  • Madalena Energy Argentina é a unidade local da petrolífera canadense Madalena Energy, que possui operações de produção e exploração na Argentina, principalmente na bacia de Neuq...