Guatemala
Notícias

Rodovia de US$ 125 mi na Guatemala deve impulsionar várias indústrias

Bnamericas Publicado: quinta-feira, 01 dezembro, 2022

O projeto de US$ 125 milhões da rodovia portuária Escuintla-Quetzal pode beneficiar uma série de indústrias, de acordo com um estudo da associação empresarial guatemalteca Fundesa.

“Descobrimos que existem cadeias de valor muito importantes com foco claro em setores como a agroindústria, principalmente relacionados ao açúcar e à banana. Além disso, o setor imobiliário, de manufatura, turismo e de serviços logísticos nesses municípios [poderiam se beneficiar]”, disse o presidente da Fundesa, Juan Carlos Zapata, segundo o Prensa Libre.

O projeto conectará os municípios de Escuintla, Masagua, Iztapa e Puerto San José.

Os setores imobiliário, comercial e de serviços de Escuintla devem se beneficiar, enquanto os serviços logísticos e osparques industriais podem crescer em Masagua e Puerto San José, onde também se espera o desenvolvimento de serviços portuários e um aeroporto de carga. Em Iztapa, a infraestrutura viária, o setor imobiliário e o setor pesqueiro têm o maior potencial.

Na semana passada, o grupo de inteligência de negócios Cabi apresentou um estudo mostrando que o projeto vai gerar benefícios fiscais de US$ 119 milhões nos primeiros 25 anos de operação. Cerca de 455 mil turistas são esperados para usar a rodovia durante os primeiros seis anos. Também será facilitado o comércio internacional de açúcar, álcool, carvão, aço, cimento, combustíveis e veículos.

No entanto, uma data de início não foi anunciada. Representantes do Convia, consórcio formado pelo Grupo Marhnos do México e pelo Grupo Precon da Guatemala, que realizará as obras, apenas confirmaram ao BNamericas que as obras começarão nas próximas semanas.

O projeto envolve reabilitação, manutenção e obras complementares e deve entrar em operação em 2025.

Assine a plataforma de inteligência de negócios mais confiável da América Latina. Deixe-nos mostrar nossas soluções para Fornecedores, Empreiteiros, Operadores, Governo, Jurídico, Financeiro e Seguros.

Assine a plataforma de inteligência de negócios mais confiável da América Latina.

Outros projetos em: Infraestrutura (Guatemala)

Tenha informações cruciais sobre milhares de Infraestrutura projetos na América Latina: em que etapas estão, capex, empresas relacionadas, contatos e mais.

Outras companhias em: Infraestrutura

Tenha informações cruciais sobre milhares de Infraestrutura companhias na América Latina: seus projetos, contatos, acionistas, notícias relacionadas e muito mais.

  • Companhia: 3M Chile S.A.  (3M Chile)
  • A 3M Chile é a subsidiária local da diversificada empresa global de tecnologia 3M, que opera em quatro unidades de negócios: segurança e indústria, transporte e eletrônicos, saú...
  • Companhia: Finning International Inc.  (Finning)
  • Finning International é um revendedor canadense de máquinas pesadas. A empresa é o revendedor líder mundial de máquinas Caterpillar e tem operações no oeste do Canadá, Reino Uni...
  • Companhia: IBT Group, LLC  (IBT Group)
  • IBT Group, LLC (IBT Group) é um grupo controlado pela espanhola Eurofinsa SA, constituída em 2002 para construir, equipar e explorar obras públicas e concessões na América Latin...
  • Companhia: Hauraton Iberia S.L.  (Hauraton Iberia)
  • A Hauraton Iberia é a subsidiária espanhola da Hauraton, empresa especializada em soluções de drenagem. A Hauraton oferece soluções de drenagem para engenharia civil, drenagem p...
  • Companhia: Marlink S.A.S.  (Marlink)
  • A empresa internacional com sede na Noruega, Marlink, se dedica a projetar, operar e gerenciar soluções E2E para conectividade gerenciada, TI, Internet das coisas e segurança ci...
  • Companhia: Scania Comercial S.A. de C.V.  (Scania Mexico)
  • A descrição contida neste perfil foi extraída diretamente de uma fonte oficial e não foi editada ou modificada pelos pesquisadores da BNamericas, mas pode ter sido traduzida aut...
  • Companhia: Volta Chile
  • A descrição contida neste perfil foi extraída diretamente de uma fonte oficial e não foi editada ou modificada pelos pesquisadores da BNamericas, mas pode ter sido traduzida aut...