Brasil
Feature

5G pura deve começar no Brasil com lançamentos iniciais ‘agressivos’

Bnamericas Publicado: quinta-feira, 30 junho, 2022
5G pura deve começar no Brasil com lançamentos iniciais ‘agressivos’

As operadoras brasileiras com licenças 5G em todo o país na faixa de 3,5 GHz, a principal para a tecnologia, estão implantando mais antenas do que o necessário para a primeira fase da implantação obrigatória da tecnologia, segundo executivos.

Pelas regras atuais, as operadoras devem ativar as primeiras redes na frequência em todas as 26 capitais mais o distrito federal até o final de setembro. As ativações devem envolver pelo menos uma antena por 100 mil habitantes.

Brasília é onde o processo de liberação da banda está mais avançado e será a primeira cidade do país a receber 5G puro. A ativação deve ocorrer nos próximos dias.

A BNamericas apurou que as operadoras pretendem aproveitar o Painel Telebrasil Summit em Brasília, nesta semana, para anunciar o go-live de suas redes 5G na cidade. Por motivos técnicos, relacionados à instalação de filtros para evitar interferência nos serviços via satélite, porém, isso não foi possível.

Segundo um executivo de uma grande operadora de rede, a ativação acontecerá na próxima semana, possivelmente pelas três operadoras juntas – TIM, Vivo e Claro.

O CEO da TIM, Alberto Griselli, disse durante sua apresentação no Painel Telebrasil Summit que o 5G da telco entrará em operação na capital federal com cerca de 100 antenas, o que seria 2,5 vezes mais do que o necessário.

Falando à BNamericas à margem do evento, Griselli disse que a cobertura inicial também será maior nas próximas capitais devido ao recebimento da tecnologia.

O presidente não disse quais serão as próximas capitais, mas existe a possibilidade de Curitiba, no Paraná, estar entre elas.

A TIM está iniciando seus lançamentos com antenas 5G fornecidas pela Ericsson e Huawei, seus atuais provedores de rede para 4G.

A Ericsson está fornecendo para as três empresas de telecomunicações, disse seu vice-presidente de redes e serviços gerenciados, Marcos Scheffer, à BNamericas. De acordo com Scheffer, as operadoras estão comprando e instalando mais antenas do que inicialmente necessário para a primeira fase.

Citando a experiência de Taiwan, o presidente da Ericsson LatAm South, Rodrigo Dienstmann, disse em sua apresentação no evento que uma implementação acelerada de 3,5 GHz é fundamental para que o 5G seja rapidamente monetizado.

Dienstmann também disse que a telefonia móvel está “estagnada” no mundo, que a telefonia fixa está em “semiextinção”, a fibra está em amplo crescimento, o 5G está começando a crescer e os OTTs surgiram como players importantes no setor de telecomunicações.

Ele também disse que o Brasil é o único país com três redes 5G autônomas (standalone –SA) em processo de operacionalização.

O 5G SA envolve espectro exclusivamente dedicado à tecnologia, enquanto o 5G não autônomo (NSA) usa uma mistura de diferentes espectros, incluindo os de outras tecnologias, para complementar a transmissão 5G.

HUAWEI

A Huawei está fornecendo antenas para duas das três operadoras que adquiriram licenças nacionais em 3,5 GHz, a Telefônica Brasil, Claro e TIM, disse Atilio Rulli, diretor sênior de governo e assuntos públicos, à BNamericas, durante o evento. Rulli não especificou qual é a operadora além da TIM.

Conversando com os repórteres no evento, Marcelo Motta, chefe de segurança cibernética e soluções da Huawei Brasil, disse que as operadoras são “agressivas” em seus lançamentos iniciais de 5G.

De acordo com Griselli, da TIM, mais de 80% dos telefones disponíveis para venda pela empresa já estão adequados às frequências licenciadas no país.

Motta, da Huawei, no entanto, disse que o preço dos terminais é um fator limitante. Ele disse que, em condições “normais”, um usuário médio leva 3,5 anos para substituir um aparelho por um novo, mas que os orçamentos familiares apertados e a inflação atualmente pesam contra isso.

Rulli disse que as operadoras podem retomar os subsídios para a venda de telefones celulares e apoiaram tarifas de importação mais baixas para aumentar a concorrência e reduzir os preços.

Caso contrário, dizem os executivos, existe o risco de haver redes 5G prontas para poucos usuários ou de fazer com que o 5G alcance apenas uma parcela da população.

Foto: O CEO da TIM, Alberto Griselli, em sua palestra no Painel Telebrasil. (CRÉDITO: BNamericas)

 

Assine a plataforma de inteligência de negócios mais confiável da América Latina. Deixe-nos mostrar nossas soluções para Fornecedores, Empreiteiros, Operadores, Governo, Jurídico, Financeiro e Seguros.

Assine a plataforma de inteligência de negócios mais confiável da América Latina.

Outros projetos em: TIC (Brasil)

Tenha informações cruciais sobre milhares de TIC projetos na América Latina: em que etapas estão, capex, empresas relacionadas, contatos e mais.

Outras companhias em: TIC (Brasil)

Tenha informações cruciais sobre milhares de TIC companhias na América Latina: seus projetos, contatos, acionistas, notícias relacionadas e muito mais.

  • Companhia: Tim S.A.  (TIM Brasil)
  • A TIM SA é uma operadora brasileira de telecomunicações que oferece serviços de telefonia móvel e fixa, acesso à Internet por meio de modems, tablets e telefones celulares (3G e...
  • Companhia: eBazar.com.br Ltda.  (MercadoLivre)
  • O MercadoLivre é a subsidiária brasileira do site de leilões online regional argentino C2C MercadoLibre e do grande leiloeiro americano eBay, que possui uma participação minorit...
  • Companhia: Nabiax Brasil
  • A descrição contida neste perfil foi retirada diretamente de uma fonte oficial e não foi editada ou modificada pelos pesquisadores do BNamericas, mas pode ter sido traduzida aut...
  • Companhia: Elea Digital
  • A descrição contida neste perfil foi extraída diretamente de uma fonte oficial e não foi editada ou modificada pelos pesquisadores da BNamericas, mas pode ter sido traduzida aut...
  • Companhia: Honeywell do Brasil, Ltda.  (Honeywell Brasil)
  • Honeywell do Brasil, Ltda. é a filial local da empresa americana Honeywell International Inc. A empresa sediada em São Paulo possui 13 instalações no país, incluindo três fábric...
  • Companhia: Greatek Brasil
  • A descrição contida neste perfil foi extraída diretamente de uma fonte oficial e não foi editada ou modificada pelos pesquisadores da BNamericas, mas pode ter sido traduzida aut...