México e Estados Unidos
Feature

Autoridade destaca a ampla carteira de infraestrutura de Tamaulipas

Bnamericas Publicado: sexta-feira, 28 janeiro, 2022
Autoridade destaca a ampla carteira de infraestrutura de Tamaulipas

Carlos Alberto García González, ministro do Desenvolvimento Econômico do estado de Tamaulipas, no México, confirmou que a construção da rodovia Tam-Bajío de 107 km está em andamento, com operações previstas para começar em julho de 2024.

“O investimento público-privado na rodovia Tam-Bajío… gerou muita empolgação”, disse García, durante o webinar de oportunidades de infraestrutura BNamericas 2022, no México.

Ele acrescentou que o projeto estatal está gerando “um investimento de mais de 7 bilhões de pesos [US$ 336 milhões]”.

A construção começou em setembro de 2021, acrescentou García, “e em apenas 30 meses, será uma realidade”.

Durante o webinar, García também detalhou um novo projeto de melhoria ferroviária e outras obras potencialmente cruciais para a indústria automobilística da região.

A rodovia Tam-Bajío liga os municípios Tamaulipas de Mante, Gómez Farías, Ocampo e Tula.

Espera-se reduzir o tempo de viagem em até duas horas entre a região de Bajío, compartilhada pelos estados de San Luis Potosí, Querétaro, Aguascalientes e Guanajuato, e os hubs portuários de Tamaulipas de Tampico, Madero e Altamira.

García acrescentou que 36 km da rota serão modernizados para atender aos padrões da classe A2 – classificado para tráfego diário de 3 mil a 5 mil veículos.

Ele também confirmou “um investimento importante” para modernizar a linha férrea entre San Luis e Tampico para lidar com o transporte de carga de pilha dupla, bem como modificar e adaptar os raios de curvatura e as inclinações de nove túneis da linha de 430 km.

TAMBÉM NA PIPELINE

García acrescentou que estão avançando os trabalhos de modernização e expansão do terminal multifuncional de Puerto Tampico que está sendo desenvolvido nas margens do rio Pánuco, próximo ao terminal marítimo Madero.

O projeto prevê a entrega de dois slots de atracação com uma orla de 580 metros lineares, disse Garcia, chegando no curto prazo, “este projeto vai permitir maior capacidade, tempos de transferência mais curtos, permitindo a chegada de navios maiores”, incluindo cruzeiros forros.

García também mencionou os planos de Kansas City Southern de México (KCSM) para reforçar a infraestrutura ferroviária com projetos no estado, incluindo a construção planejada de uma segunda ponte ferroviária internacional para conectar Laredo, no Texas, e Nuevo Laredo, em Tamaulipas.

A KCSM disse no ano passado que investirá cerca de US$ 120 milhões, ostensivamente parte de um investimento combinado maior, enquanto disse García, no evento: “há um investimento próximo a US$ 1 bilhão”. A BNamericas solicitou informações adicionais sobre o investimento.

Com a ponte, o trecho Nuevo Laredo-Laredo “duplicará sua capacidade instalada, passando de 24 trens unitários por dia para 48”, disse.

As travessias de superfície também precisam de expansão. “Há meses do ano em que mais mercadorias atravessam a World Trade Bridge [de Laredo] do que o porto de Long Beach, na Califórnia”, considerado o mais movimentado dos EUA, disse García.

“Por isso pedimos ao governo federal [em coordenação com as autoridades dos EUA] que encontre uma maneira de construir uma quarta ponte do lado mexicano e uma quinta do lado [EUA], precisamente no cruzamento de Nuevo Laredo e Laredo, Texas”, disse García.

Outras passagens de fronteira, como a ponte internacional que liga Reynosa, Tamaulipas e Pharr, no Texas, também precisarão de investimentos.

“Toda a infraestrutura está sendo construída para ampliar quatro pistas no que hoje é a principal saída de perecíveis do país”, superando a travessia de Nogales no Arizona e Sonora, no ano passado, segundo García.

TROCAR PINO

A geografia de Tamaulipas, com o Texas ao norte e sua costa leste no Golfo do México, a coloca em um momento crítico como a travessia terrestre mais próxima com o México da costa leste dos EUA e das províncias mais industrializadas do Canadá, acrescentou García.

“Isso nos levou a ter potencial por vários anos para sermos líderes nacionais na movimentação de mercadorias indo e vindo para os EUA e Canadá, com 40% dos fluxos de comércio terrestre passando pela alfândega em Tamaulipas, bem como 55% de todo o movimento ferroviário”, disse García.

O tráfego de cargas cresceu na década de 1990 com a promulgação do acordo de livre comércio do Nafta, desencadeando a construção de fábricas maquiladoras em Tamaulipas, bem como no estado vizinho de Nuevo León e na área metropolitana de Monterrey.

O acordo modernizado, apelidado de USMCA nos EUA e T-MEC no México, entrou em vigor em julho de 2020. Espera-se que acelere um aumento ainda maior no comércio através do estado, ressaltando a necessidade de projetos regionais ambiciosos, como o corredor T-MEC de US$ 3,3 bilhões da Caxxor, disse ele.

O corredor, acrescentou García, permitirá mais tráfego de carga eficiente e mais barato que passa pelos portos mexicanos de Manzanillo, no estado de Colima, no Pacífico, e Lázaro Cárdenas, em Michoacán.

Assine a plataforma de inteligência de negócios mais confiável da América Latina. Deixe-nos mostrar nossas soluções para Fornecedores, Empreiteiros, Operadores, Governo, Jurídico, Financeiro e Seguros.

Assine a plataforma de inteligência de negócios mais confiável da América Latina.

Outros projetos em: Infraestrutura

Tenha informações cruciais sobre milhares de Infraestrutura projetos na América Latina: em que etapas estão, capex, empresas relacionadas, contatos e mais.

Outras companhias em: Infraestrutura (Estados Unidos)

Tenha informações cruciais sobre milhares de Infraestrutura companhias na América Latina: seus projetos, contatos, acionistas, notícias relacionadas e muito mais.

  • Companhia: Sycar LLC  (Sycar)
  • A descrição incluída neste perfil foi retirada diretamente de uma fonte oficial e não foi modificada ou editada pela equipe de conteúdo do BNamericas. No entanto, pode ter sido ...
  • Companhia: The Sherwin Williams Company  (Sherwin Williams)
  • Sherwin Williams é um grupo de tintas e revestimentos dos Estados Unidos com sede em Cleveland, Ohio, com subsidiárias em todo o mundo. A empresa oferece tintas, pigmentos, aero...