México , Chile , Colômbia , Guatemala , Equador , República Dominicana , Costa Rica e Barbados
Feature

Pagamentos digitais: do e-commerce às cidades inteligentes

Bnamericas Publicado: quarta-feira, 09 março, 2022
Pagamentos digitais: do e-commerce às cidades inteligentes

Fintechs, open banking e pagamentos digitais estão em plena expansão na América Latina, conforme avançam rumo a novas fronteiras, tanto tecnológicas quanto de negócios.

Os códigos QR se tornaram moeda corrente para fazer compras nas lojas e os pagamentos sem contato (via radiofrequência) são apontados como a próxima grande inovação da região.

Mas talvez um dos movimentos mais empolgantes seja os pagamentos digitais estarem começando a cruzar as fronteiras do comércio eletrônico em territórios como cidades inteligentes e transporte público.

“É preciso fazer dos pagamentos digitais parte da vida das pessoas e, portanto, o que melhor do que implementá-los no transporte público?”, disse à BNamericas Moises Gormes, diretor de pagamentos do PayPal México e mercados hispânicos.

O executivo considera que trazer os pagamentos digitais para o transporte público tem “maior impacto”, porque o sistema se torna mais eficiente e impacta um número maior de pessoas diariamente.

Um estudo global da Visa, publicado em setembro de 2021, descobriu que 88% dos passageiros de transporte público esperam ter opções de pagamento sem contato. A Visa tem projetos na América Latina relacionados ao transporte público na cidade colombiana de Cali e na capital costarriquenha, San José.

“Esses dois lançamentos, juntamente com o lançamento do MetrôRio no Brasil, o programa piloto de ônibus de pagamento sem contato em São Paulo e os sistemas de ônibus na Guatemala e na República Dominicana, fazem parte dos projetos de transporte público de pagamento sem contato que já estão em operação na América Latina e Caribe”, disse a empresa em comunicado. “E estamos trabalhando em dezenas de outros.”

A implementação em 2021 do sistema de pagamento eletrônico da Costa Rica para transporte público, SINPE-TP, foi um marco nessa transformação dos pagamentos de transporte. O SINPE-TP permite efetuar pagamentos de passagens com meios eletrônicos como cartões de débito, crédito além de outros instrumentos associados a contas bancárias, incluindo códigos QR e pagamentos sem contato, emitidos por entidades financeiras nacionais ou internacionais. Nesse sentido, a Mastercard facilitou a aquisição de 70 equipamentos que permitirão o recebimento de pagamentos.

Outro mercado que já avançou com o QR code para pagamento do transporte público é o México, com a implantação do sistema de ônibus rápido da capital Metrobus, além de testes piloto na rede metroviária.

Na Colômbia, a cidade de Barranquilla iniciará os testes piloto em abril, com a instalação de 2.700 dispositivos duplos (validador e unidade lógica) para permitir o pagamento eletrônico no transporte metropolitano, segundo a imprensa local.

“Há um enorme apetite por cidades inteligentes e transporte moderno que aceite transações de pagamento aberto”, disse à BNamericas Mauricio Fernández, diretor de operações para as Américas do provedor de soluções de banco aberto e pagamento BPC.

Fernández acrescentou que não apenas empresas e bancos, mas também cidades e empresas de serviços públicos buscam inovar nas questões de pagamento. “Estamos vendo um crescimento muito grande em muitos verticais”, disse ele.

Em questões de cidades inteligentes, o BCP afirma ter concluído processos no Chile e implementações em Barbados, Colômbia e Equador.

PAGAMENTOS SEM CONTATO

O relatório da Visa indica que na América Latina e no Caribe a penetração de transações sem contato atingiu mais de 25%, com mercados como Costa Rica e Chile bem acima de 70%.

No entanto, ainda há muito espaço para crescer. “Na América Latina ainda temos uma grande oportunidade de fazer pagamentos sem contato, mas precisamos atualizar o hardware nas lojas”, disse Gormes.

O PayPal oferece no México e no Brasil um dispositivo de cartão para PMEs, o qual permite a recepção de pagamentos sem contato.

“Acredito que, para a reativação econômica da América Latina, precisamos fazer investimentos em tecnologia que tenha bom custo-benefício, facilite os pagamentos para os usuários e que possibilite a criação de novos produtos e serviços”, disse Fernández.

Assine a plataforma de inteligência de negócios mais confiável da América Latina. Deixe-nos mostrar nossas soluções para Fornecedores, Empreiteiros, Operadores, Governo, Jurídico, Financeiro e Seguros.

Assine a plataforma de inteligência de negócios mais confiável da América Latina.

Outros projetos em: TIC

Tenha informações cruciais sobre milhares de TIC projetos na América Latina: em que etapas estão, capex, empresas relacionadas, contatos e mais.

Outras companhias em: TIC

Tenha informações cruciais sobre milhares de TIC companhias na América Latina: seus projetos, contatos, acionistas, notícias relacionadas e muito mais.

  • Companhia: Kyndryl Brasil
  • A descrição incluída neste perfil foi retirada diretamente de uma fonte oficial e não foi modificada ou editada pelos pesquisadores do BNamericas. No entanto, pode ter sido trad...
  • Companhia: Telecom Argentina S.A.  (Telecom Argentina)
  • A Telecom Argentina SA (Telecom) é uma empresa de telecomunicações argentina que possui licenças para fornecer serviços de telefonia fixa e móvel, TV paga e Internet para consum...
  • Companhia: Cámara de Comercio de Santiago A.G.  (CCS)
  • A Câmara de Comércio de Santiago (CCS) é uma associação comercial sem fins lucrativos que apóia o desenvolvimento de negócios locais, fornecendo aos membros e empresas produtos,...
  • Companhia: General Electric Co.  (GE)
  • A General Electric Co. (GE) é uma empresa norte-americana que desenvolve, fabrica e comercializa diversos equipamentos para a produção de hidrocarbonetos, geração de energia e m...