Paraguai
Feature

Paraguai procura investidores privados para financiar obras rodoviárias

Bnamericas Publicado: sexta-feira, 07 outubro, 2022
Paraguai procura investidores privados para financiar obras rodoviárias

O Paraguai pretende aumentar a participação do setor privado nas obras rodoviárias, ao mesmo tempo em que reduz a dívida pública, após quatro anos de intensos investimentos públicos que adicionaram 3.604 km de estradas pavimentadas.

“Hoje, precisamos de uma maior participação do setor privado e financiamento privado para manter esses níveis de investimento”, disse o presidente Mario Abdo durante a abertura do fórum 2022 da associação de construção de estradas Cavialpa.

Ele também disse que a baixa carga tributária competitiva do Paraguai o torna um destino atraente para os investidores.

“Estamos em um processo gradual de redução [da dívida] desde o ano passado, para manter as finanças públicas em níveis sustentáveis e cumprir a meta da regra fiscal em 2024”, disse o ministro das Finanças, Óscar Llamosas, no evento.

A dívida pública deve atingir 37,3% do PIB até o final deste ano, ante 19,8% em 2018, segundo dados do Ministério da Fazenda.

Atualmente, há um projeto rodoviário em construção, o alargamento das rotas 2 e 7 (US$ 527 milhões) sendo realizado sob contrato de PPP, enquanto outro contrato para a rota 1 (US$ 261 milhões) teve os estudos de pré-viabilidade aprovados, segundo a chefe da secretaria de planejamento do país (STP), Viviana Casco.

“Agora estamos prontos para avançar mais rapidamente com esses mecanismos de financiamento”, acrescentou.

Outros dois projetos de PPP, um sistema de balsas para a capital Assunção (US$ 84 milhões) e a dragagem da hidrovia do Rio Paraguai (US$ 110 milhões), também passaram da fase de pré-viabilidade.

Quando questionada pela BNamericas sobre quaisquer melhorias que ela gostaria de ver no investimento em infraestrutura, Casco disse que uma melhor administração pública poderia tornar os processos mais rápidos, embora ela tenha descartado uma reforma da atual lei de PPPs.

Por fim, o diretor do regulador de valores mobiliários CNV, Joshua Abreau, disse que a custódia de valores mobiliários precisa ser melhorada para facilitar o acesso a fundos de investimentos estrangeiros como o Blackrock.

“Há muito interesse de fundos internacionais no Paraguai, mas a questão-chave é a custódia desses ativos de segurança”, disse ele, em resposta a uma pergunta da BNamericas, acrescentando que a CNV está atualmente buscando implementar um “custódio global” para processar transações de valores mobiliários transfronteiriços.

Assine a plataforma de inteligência de negócios mais confiável da América Latina. Deixe-nos mostrar nossas soluções para Fornecedores, Empreiteiros, Operadores, Governo, Jurídico, Financeiro e Seguros.

Assine a plataforma de inteligência de negócios mais confiável da América Latina.

Outros projetos em: Infraestrutura

Tenha informações cruciais sobre milhares de Infraestrutura projetos na América Latina: em que etapas estão, capex, empresas relacionadas, contatos e mais.

Outras companhias em: Infraestrutura (Paraguai)

Tenha informações cruciais sobre milhares de Infraestrutura companhias na América Latina: seus projetos, contatos, acionistas, notícias relacionadas e muito mais.

  • Companhia: Ferrocarriles del Paraguay S.A.  (Fepasa)
  • A Ferrocarriles del Paraguay SA (Fepasa) é a operadora ferroviária estatal do Paraguai. Atualmente está desenvolvendo um trem urbano para percorrer 72 km entre Assunção e Paragu...